Dissertação de Mestrado:
Sistemas Fotovoltaicos Integrados Ao Perfil de Uso da Edificação

Linha de Pesquisa:
Fenômenos de Transporte

Márcia Rose Alves de Macedo Azzolino Ricetta

PPGEM
Orientador
Prof. Leopoldo Eurico Gonçalves Bastos Currículo LattesInformação Academica
Coorientador
Prof. Dr. Mauro Carlos Lopes Souza
Banca
* Prof. Leopoldo Eurico Gonçalves Bastos Currículo LattesInformação Academica
* Prof. Dr. Mauro Carlos Lopes Souza - FEN/UERJ
* Profa. Dra. Cláudia Mariz de Lira Barroso Krause - UFRJ
* Prof. Luiz Artur Pecorelli Peres , D.Sc. 2000 - EFEI/Minas Gerais - Currículo LattesInformação Academica
* Prof. Dr. Lauro Vilhena Brandão Machado Neto - PUC-MG
Data - hora da defesa
09/12/2010
Resumo
Nos últimos anos, o consumo de energia vem crescendo nos grandes centros urbanos, e esforços na área de eficiência energética estão sendo implantados para a redução deste consumo no horário da ponta e interrupções da rede. O aproveitamento das fontes renováveis, como o fotovoltaico em uma edificação se torna um atrativo a mais para a matriz energética num momento em que o país prima pela universalização dos serviços de energia e a classificação de edifícios comerciais, de serviço e públicos quanto à eficiência energética através do Procel Edifica (RTQ-C). Os sistemas fotovoltaicos podem configurar perfis nas edificações de modo a gerar energia para consumo próprio ou ligado à rede e ainda ter influência na arquitetura do prédio: os perfis podem está em telhados, fachadas ou janelas, amenizando em alguns casos a carga térmica no prédio com sombreamento arquitetônico. Hoje, com o avanço da tecnologia no setor de armazenagem é possível, o atendimento com segurança e eficiência a uma edificação ou direcionar esta armazenagem a uma demanda específica. Partindo da premissa de sistemas interruptos de energia, UPS, uso de fonte secundária como FV, baterias e Flywheel é apresentado uma forma de melhor gerenciar a energia armazenada em flutuação ou de ciclo profundo, podendo estender a vida útil da bateria e conseqüentemente de todo o sistema fotovoltaico na edificação. Esta forma de armazenar energia proporciona um serviço de uso contínuo sem percepção das interrupções da rede com garantia de 20 anos, tal qual o módulo fotovoltaico, com esta proposta as perdas de energia elétrica na edificação serão atenuadas, pois a eletricidade será utilizada de forma eficiente e inteligente. O ponto de partida do estudo de caso no IBAM são os sistemas fotovoltaicos distribuídos (mini-redes) conectados à rede que são instalados para fornecer energia ao consumidor, que pode usar a energia da rede elétrica convencional complementando a quantidade de energia demandada, caso haja algum aumento do consumo de energia na edificação. Ou ainda utilizar o sistema fotovoltaico na hora da ponta e/ou em caso de ultrapassagem de demanda contratada e interrupções do sistema da rede no período fora da ponta. Este conceito pode ser aplicado a sistemas isolados FV integrados à edificação no meio urbano, como solicitado pelo item 2.3 relativo à bonificação no Procel Edifica (RTQ-C). Palavras-Chaves: Sistemas fotovoltaicos na edificação. Geração fotovoltaica isolada. Geração descentralizada (Mini-Rede). Armazenagem de energia elétrica. Autonomia predial no consumo de ponta e interrupções da rede.

Download do Trabalho