NOTÍCIAS

Ver Notícias

Feed RSS

Assinar Notícias

Modificar/cancelar assinatura

Assuntos das Notícias

Alocação de Salas de Aula - Graduação

Assuntos Gerais

Comunicados Administrativos

Concursos Públicos

Coordenação Acadêmica

Cursos (Pós e Extensão)

Defesas FEN

Editais de Fomento à Pesquisa

Entrevistas

Estágios, Empregos e Bolsas

Fotos

Opinião

Palestras, Seminários...

Todas as Notícias

Publicações UERJ

Informe UERJ

Revistas Online da UERJ

UERJ em Dia

UERJ em Questão

Links

Links Didáticos

Políticas Publicas Para Veículos Elétricos na ALERJ

Criada em 12/06/2011 23:20 por maperna | Marcadores: ELE evento fen

No dia 20 de junho, terça-feira, às 9h no auditório da ALERJ haverá um encontro para se debater Políticas Publicas para Veículos Elétricos. O evento conta com a parceria da UERJ, através do Grupo de Estudos de Veículos Elétricos (Gruve), da Faculdade de Engenharia, coordenado pelo professor Luiz Artur Pecorelli, Peres e da Faculdade de Direito, por meio do Núcleo de Estudos em Finanças Públicas,Tributação e Desenvolvimento (Nefit), sob a coordenação do professor José Marcos Domingues. ().


Políticas Públicas sobre Veículos Elétricos na ALERJ

O panorama atual dos meios de transporte encontra na tecnologia veicular elétrica um caminho viável para diminuir a intensidade do uso da combustão interna, cujos impactos do ponto de vista energético e ambiental são reconhecidos mundialmente como desfavoráveis. Benefícios econômicos e sociais valiosos vêm sendo apresentados que podem resultar da inserção dos veículos elétricos, como já vem acontecendo na Europa, Ásia e América do Norte onde grandes investimentos estão sendo direcionados para esta área estratégica cujas atividades empresariais permitem a criação de novos empregos, trabalho e renda. De fato a cadeia produtiva veicular é de grande extensão e neste caso lida com as áreas metal-mecânica, eletrônica, elétrica, etc. com enorme espaço para o uso mais eficiente de combustíveis.

No Brasil, vários aperfeiçoamentos da legislação automotiva se fazem necessários de forma que a sociedade possa desfrutar destas conquistas. Para isto as políticas públicas têm um papel de fundamental relevância neste cenário.  Este é o objetivo do encontro que a ALERJ vem promover sobre veículos elétricos em 20 de junho, terça-feira, às 9:00 no seu auditório. Para isto vem contando com a parceria da UERJ, através do Grupo de Estudos de Veículos Elétricos (Gruve), da Faculdade de Engenharia, coordenado pelo professor Luiz Artur Pecorelli, Peres e da Faculdade de Direito, por meio do Núcleo de Estudos em Finanças Públicas, Tributação e Desenvolvimento (Nefit), sob a coordenação do professor José Marcos Domingues. Acrescente-se o apoio fundamental da Associação Brasileira do Veículo Elétrico – ABVE, da qual a UERJ é fundadora, que está trazendo ao Brasil para este debate com várias autoridades e para o TEC-VE, em Brasília, um dos maiores ícones mundiais no ramo, o Dr. Robert Stüssi, ex Presidente da Associação Mundial e Européia do Veículo Elétrico e atual Presidente da Associação Portuguesa do Veículo Elétrico. Neste sentido, a ALERJ  para realizar  esta sessão especial que será presidida e organizada pelo Deputado Sabino. Ressalte-se que todos poderão assistir este evento, pois será transmitido pela TV ALERJ.

Vale chamar atenção da relevância deste assunto visto que a maior parte da energia elétrica produzida no Brasil é de fonte renovável. Entretanto, o setor de transportes utiliza só 0.2% de energia elétrica. Isto se contrapõe à produção majoritária de energia hidrelétrica e o país dispor de outros imensos potenciais que podem ser explorados O modo rodoviário de transporte é predominante e responsável por quase 90% das emissões de dióxido de carbono. Como conseqüência desta situação os danos ambientais causados pelas emissões de poluentes atmosféricos nos seis maiores centros urbanos custam pelo menos 2,3 bilhões de reais à sociedade por ano em decorrência de mortes, tratamento de enfermidades, ausências ao trabalho etc. Cerca de 80% destas emissões se devem aos veículos à combustão interna. 

Veículos elétricos, sejam à bateria, sejam híbridos “plug-in” são versáteis visto que a eletricidade para o seu reabastecimento, total ou parcial, pode ser oriunda tanto de um painel solar instalado na própria residência como também do lixo orgânico de centrais elétricas como a de Seropédica no Estado do Rio de Janeiro. Portanto há um vasto “mix” de fontes de energia que podem ser de forma mais eficiente explorado e que incluí a cana de açúcar, o sol, o vento, o petróleo e o gás natural, todos estes presentes em abundância no Brasil.  

Fica patente a relevância deste tema para o Estado do Rio de Janeiro que por suas características e vocações encontra, por exemplo, no Turismo uma das suas grandes riquezas. É uma exigência mundial deste setor o transporte com baixo nível de emissões e qualidade do ar em conformidade com os requisitos da OMS – Organização Mundial da Saúde. O Estado que abrigará tantos eventos internacionais nos próximos anos antevê na tecnologia veicular elétrica um aliado valioso para os seus empreendimentos e pretende a partir de iniciativas como esta encontrar os elementos de formulação de políticas e planos de ação para o seu desenvolvimento sustentável.

 

Professor(es) ou profissionais da FEN-UERJ relacionado(s) com esta notícia


Luiz Artur Pecorelli Peres,

Depto(s) ou Orgãos da FEN-UERJ relacionado(s) com esta notícia


ele - Depto. de Eng. Elétrica


Avise Um Amigo
Avise um Amigo


Na sua opinião, qual a relevância desta notícia? (1=Pouco relevante, 5=Muito relevante)

1  2  3  4  5  
Relevância atual: 5.0 (6 votos | ver detalhes)


Comente esta notícia

(Para perguntas, verifique acima a forma de contato na notícia)
Seu nome
Seu E-mail (não será divulgado)
Seu comentário
Código de verificação (Repita a sequência abaixo)

Todos os campos são obrigatórios


Regras para comentários:
  • Comentários anônimos serão excluídos;
  • A postagem de comentários com links externos será excluída;
  • Não publicamos denúncias. Nestes casos, você deve encaminhar aos órgãos cabíveis ou indicados na notícia;
  • Comentários que fujam ao teor da matéria serão excluídos;
  • Ofensas e quaisquer outras formas de difamação não serão publicadas;
  • Os autores da notícia não monitoram os comentários, portanto não há garantias que serão lidos e/ou respondidos. Procure a forma de contato na própria notícia

 

Em 31/10/11 02:32 Igor Brutti disse:

Meu TCC é baseado em Veículos Elétricos, contém aspectos ambientais, politicos,de segurança energética e mercado no setor. É nítida a necessidade de renovarmos a frota por automóveis menos agressivos ao meio ambiente e aos nossos bolsos. Fica claro que o apoio do Governo é de suma importância, visto os fatos. Tenho um veículo fabricado em 1974 e outro em 2009, do mesmo fabricante, são gritantes as diferenças. Fico na expectativa de dirigir um Híbrido e quem sabe, um puramente elétrico.

Em 24/06/11 14:46 Sebastião Lucas Rentes disse:

Sou aluno do último período de engenharia elétrica da Universidade Gama filho, e o temo de meu TCC foi sobre VEÍCULO ELÉTRICO O CARRO SAUDÁVEL. Nós estudantes devemos trabalhar mais em pesquisa sobre esse assunto que é muito importante para toda a sociedade. Parabéns Professores e outras pessoas envolvidas no assunto. Mais detalhes sobre o meu projeto está na pagina da UGF. www.ugf.br. O meu orientador foi o Professor Mestre Dr. João carlos de Oliveira Aires. Obrigado!!! Sebastião Lucas Rentes

Em 15/06/11 05:51 Elifas Gurgel disse:

Os veículos elétricos são muito importante para a mobilidade sustentável.