NOTÍCIAS

Ver Notícias

Feed RSS

Assinar Notícias

Modificar/cancelar assinatura

Assuntos das Notícias

Alocação de Salas de Aula - Graduação

Assuntos Gerais

Comunicados Administrativos

Concursos Públicos

Coordenação Acadêmica

Cursos (Pós e Extensão)

Defesas FEN

Editais de Fomento à Pesquisa

Entrevistas

Estágios, Empregos e Bolsas

Fotos

Opinião

Palestras, Seminários...

Todas as Notícias

Publicações UERJ

Informe UERJ

Revistas Online da UERJ

UERJ em Dia

UERJ em Questão

Links

Links Didáticos

Discurso do Eng. José Luiz Cardoso, Prof. Fundador da Faculdade de Engenharia da UERJ

Criada em 10/04/2011 23:37 por maperna | Marcadores: evento fen videos

Prof.Luiz Eduardo Barata Cardoso, Eng. José Luiz Cardoso e Prof. Moacyr Carvalho

Prof.Luiz Eduardo Barata Cardoso, Eng. José Luiz Cardoso e Prof. Moacyr Carvalho

Discurso do Engenheiro José Luiz Cardoso, professor fundador da Faculdade de Engenharia da UERJ, ao ser homenageado na Cerimônia de Abertura da Semana Comemorativa dos 50 Anos da FEN.

Rio de Janeiro, 04 de abril de 2011.

Exmo. Senhor Governador do Estado do Rio de Janeiro;
Exmo. Senhor Reitor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro;
Ilmo Srª. Diretora da Escola de Engenharia da UERJ;
Senhores Professores;
Minhas Senhoras e Senhores meus.

A generosidade da Direção da Escola de Engenharia fez com que viesse eu do meu retiro a esta douta congregação para, juntamente com outros colegas aqui presentes, receber a homenagem que aqui assistimos, na comemoração do seu cinqüentenário.

Sejam às minhas primeiras palavras as de agradecimento por me terem permitido esta oportunidade, em que o velho professor de ontem volte à sua universidade para, em nome de todos os ex-professores homenageados, agradecer o gesto de generosidade que a direção da escola houve por bem nos agraciar.

Quero, antecipadamente, pedir desculpas pelas impertinências de um velho aposentado, mas que a despeito de seus cabelos brancos não perdeu o otimismo. Um velho que, por vezes, tem saudade do passado, principalmente quando volta à sala de aula, seja sequer para realizar uma palestra. Mas, atentem bem, esta saudade do passado traz como reação uma enorme dose de ânimo.

Crença, fé e esperança são atributos que não se perdem, mesmo quando os cabelos embranquecem e a idade biológica começa a dar o sinal de retirada da vida.

Nossa escola está se renovando, estou certo disso. É o ciclo da vida, onde vamos encontrar jovens e excelentes docentes, ex-alunos da própria UERJ, e o orgulho meu de ter o meu filho Luiz Eduardo Barata Cardoso presente neste quadro docente, substituindo-me na cadeira de Pontes.

Por sua vez, a nossa Diretora está cumprindo um programa sadio e eficaz em favor da Escola, com a colaboração da Reitoria, do Governo Estadual e de todo o seu corpo docente. E eu tenho muita confiança nesse trabalho conjunto. Daí a incontida alegria de voltar à Escola e constatar a continuidade de seus valores e da honra de todos nós, seus velhos professores, de termos participado e feito parte do seu corpo docente, desde os seus primórdios.

Queremos exaltar, portanto, a Direção da Escola, a Reitoria e ao Governo Estadual, retribuindo a homenagem na comemoração do seu cinqüentenário, pela continuidade e desempenho das atividades marcantes de nossa querida Escola de Engenharia, que grandes valores têm dado ao nosso querido Brasil.

Dirigindo-me, agora, aos jovens alunos, gostaria de salientar e lembrar que o livro é o grande, é o maior amigo do homem, pois é o alimento do espírito, e que o nosso século é era da ciência. Portanto, deixar de estudar é abdicar, é volver, quando o mundo marcha a bela jornada da civilização, à medida que se acelera o progresso cientifíco-tecnológico.

Eu gostaria de sublinhar, a honra que constituiu para mim, ter sido professor desta casa e verificar, hoje, que aqui estão presentes vários professores, nossos ex-alunos. Podem ter certeza de que são anos que permanecem na minha lembrança e na minha saudade, porque se tornaram parte da minha própria vida.

Daí, não quero e nem deixarei de evocar, que muito devo a minha presença como docente nesta Escola à figura inolvidável do meu querido professor no Colégio Pedro II - Internato, Reitor Haroldo Lisboa da Cunha, a quem, in memorian, rendo a minha homenagem, pois, foi sua a determinação de incluir-me, desde o primeiro ano de funcionamento da Escola de Engharia, como docente, juntamente com o saudoso Professor Cesar Dacorso Neto e professor Coscareli, na cadeira do cálculo diferencial,  integral e matricial, na qual permaneci durante 3 anos.

Posteriormente, a convite do saudoso Professor Sidney Gomes dos Santos, passei a lecionar para os alunos de Engenharia Mecânica e Eletricista a cadeira de Resistência dos Materiais, para no ano seguinte assumir, em 1965, a cadeira de Pontes, no curso de Engenheiros Civis.

Sobreleva ressaltar, ainda, que, quando da aposentadoria compulsória do professor Sidney, fui, a pedido do mesmo, substituí-lo na cadeira de Resistência dos  Materiais para Engenheiros Civis, juntamente com o meu saudoso amigo Professor Maurício Rey, recentemente falecido e que muita contribuição deixou para nossa Escola.

Gostaria, ainda, de citar aqui, por mérito e reconhecimento, dentre muitos professores que passaram por esta Escola e que muito a prestigiaram e honraram, tais como:

- Profº. João Cordeiro da Graça Filho;
- Profº. Felipe dos Santos Reis;
- Profº. Sidney Gomes dos Santos;
- Profº. Hilmar Medeiros;
- Profº. Dacorso Neto;
- Profº. Roberto Peixoto;
- Profº. Páscoal Vilaboim Filho;
- Profº. Darcy Aleixo Derenuson;
- Profº. Helio dos Santos;
- Profº. Izidro Pinto da Rocha;
E tantos outros mais, de tanta saudosa memória.

Vosso orador, Profº. Moacyr Carvalho, nosso ex-aluno aqui na UERJ e prezado amigo, foi para mim suave prazer ouvi-lo. Entretanto, pela amizade que nos vincula, deveis dar o desconto nas palavras aqui proferidas a meu respeito, do exagero que leva a amizade.

Por fim, queremos apresentar a Diretoria da Escola de Engenharia, os nossos sinceros agradecimentos, dizendo quão honroso foi, para todos nós, a homenagem que acabais de nos prestar.

Eu, particularmente, agradeço de coração, essa vossa benevolência com que o meu muito pobre muito obrigado, ressaltando, por oportuno e pela importância da nossa profissão de engenheiro, quanto vale o poder da fraternidade humana e o quanto de útil se pode nela erguer, em prol da humanidade que sofre.

Esse, meus caros colegas, é o sonho do meu coração, que o tempo não consegue e nem jamais conseguirá envelhecer.

A todos, muito obrigado.

José Luiz Cardoso.

 

 

Notícia(s) da FEN-UERJ relacionada(s) com esta notícia


» Vídeos: Seminário Comemorativo dos 50 Anos da Faculdade de Engenharia da UERJ

Professor(es) ou profissionais da FEN-UERJ relacionado(s) com esta notícia


Luiz Eduardo Barata Cardoso, MOACYR CARVALHO FILHO,

Galeria de imagens

Anexos


Avise Um Amigo
Avise um Amigo


Na sua opinião, qual a relevância desta notícia? (1=Pouco relevante, 5=Muito relevante)

1  2  3  4  5  
Relevância atual: 4.3 (6 votos | ver detalhes)


Comente esta notícia

(Para perguntas, verifique acima a forma de contato na notícia)
Seu nome
Seu E-mail (não será divulgado)
Seu comentário
Código de verificação (Repita a sequência abaixo)

Todos os campos são obrigatórios


Regras para comentários:
  • Comentários anônimos serão excluídos;
  • A postagem de comentários com links externos será excluída;
  • Não publicamos denúncias. Nestes casos, você deve encaminhar aos órgãos cabíveis ou indicados na notícia;
  • Comentários que fujam ao teor da matéria serão excluídos;
  • Ofensas e quaisquer outras formas de difamação não serão publicadas;
  • Os autores da notícia não monitoram os comentários, portanto não há garantias que serão lidos e/ou respondidos. Procure a forma de contato na própria notícia

 

Em 12/10/16 18:48 Ary Brandão Pereira Filho disse:

A emoção demostrada pelo Engº José Luiz ultrapassou os limites do video e me contagiou, transportando-me para as extraordinárias aulas de cálculo de estruturas e pontes de nosso 5º ano com que fui privilegiado ao cursar nossa FEUEG. Rendo minha homenagem e reconhecimento ao, perdoe-me a intimidade, Zé Luiz Cardoso que junto com outros iluminados, como o Prof. Helio dos Santos, Dr. Darcy e outros muitos, que não me saem da lembrança, pela oportunidade de receber o ensinamentos e seguir com infinita modéstia minha trajetória profissional, que hoje como perito judicial espero encerrar, seguindo o exemplo de dignidade, respeito e honestidade.

Em 21/04/11 02:30 Ricardo Celso de Barros Pinto Lopes disse:

É com forte emoção que li o discurso do Professor José Luiz Cardoso e que me fez lembrar deste grupo maravilhoso de professores. Sou engenheiro civil formado na turma de 75. Embora não tenha sido um aluno de destaque acabei por me tornar, modestia a parte, um bom engenheiro. Deixo alguns prédios construídos, do Nordeste ao Sul do país e ao invés de me aposentar aceitei, a convite da Marinha, assumir uma das gerencias da construção dos cascos resistentes dos submarinos franceses contratados pelo ex-presidente Lula (um engenheiro civil no meio de engenheiros mecânicos, metalurgicos e nucleares). Conto isso, não para falar de mim, mas, para agradecer a este corpo docente maravilhoso e demonstrar que os frutos gerados por essa semente de ensino alcaçam uma amplitude muito maior do que eles mesmos imaginam. Parabens pelos 50 anos, um forte abraço a todos e que sirva de incentivo e motivação a todos que são os atuais responsáveis pelo ensino na UERJ.