NOTÍCIAS

Ver Notícias

Feed RSS

Assinar Notícias

Modificar/cancelar assinatura

Assuntos das Notícias

Alocação de Salas de Aula - Graduação

Assuntos Gerais

Comunicados Administrativos

Concursos Públicos

Coordenação Acadêmica

Cursos (Pós e Extensão)

Defesas FEN

Editais de Fomento à Pesquisa

Entrevistas

Estágios, Empregos e Bolsas

Fotos

Opinião

Palestras, Seminários...

Todas as Notícias

Publicações UERJ

Informe UERJ

Revistas Online da UERJ

UERJ em Dia

UERJ em Questão

Links

Links Didáticos

Missa de Sétimo Dia de Floriano Fernandes Barbosa Filho

Criada em 11/08/2015 23:51 por maperna | Marcadores: fen fotos func geral secfen

Engenheiro Floriano Fernandes Barbosa Filho

Engenheiro Floriano Fernandes Barbosa Filho

Por Marco Antonio Perna (Analista de Sistemas CCOM-FEN-UERJ)

 

A missa de sétimo dia de Floriano Fernandes Barbosa Filho ocorrerá na quinta-feira, 13.08.2015, na Capela  Ecumênica da UERJ, às 10h da manhã.

 

Floriano,  engenheiro, morto aos 49 anos, foi vítima de bala perdida em guerra contra o tráfico em 06 de agosto de 2015 em sua residência em Quintino e enterrado às 16h do dia seguinte no Cemitério do Catumbi. Ele estava no computador e seus pais estavam na residência.

 

Segundo o tenente coronel Luiz Garcia Batista, comandante do 9º BPM de Rocha Miranda, o confronto entre cerca de 20 criminosos armados e uma viatura com dois policiais na Rua Clarimundo de Melo, ocorreu quando os policiais se depararam com os criminosos armados saindo da Favela do Saçu. O confronto ocorreu próximo à Paróquia de São Jorge e no tiroteio, além do apartamento de Floriano, mais duas casas, a viatura de polícia e outros três veículos foram atingidos. Um dos policiais se feriu com estilhaços de bala e o disparo que atingiu Floriano teria partido dos criminosos. Imagens de câmeras de vigilância instaladas na rua gravaram o confronto.

 

Acima descrevi friamente o ocorrido com Floriano e como muitos sabem ele era nosso colega na FEN desde a década de 1980 e não pode ter sua passagem por nossa faculdade finalizada somente por essa descrição.

 

Floriano passou no vestibular para a UERJ ainda na década de 1980 e se formou em engenharia mecânica em 1992, aqui, na nossa casa. Daqui não mais saiu, sempre envolvido em algum trabalho ou projeto diferente, sempre colaborando com vários de nossos professores, como recente projeto de produtividade em obras para a Petrobras. Trabalhou no Centro de Estudos da Faculdade de Engenharia (CEFEN) da UERJ, na Rua Fonseca Teles e era tido como competente e responsável. Também trabalhou em nossa secretaria de alunos e manteve uma cantina em nosso centro acadêmico. Foi um batalhador de todas as formas.

 

Recebeu o apelido carinhoso “vovô” quando já trabalhava na FEN. Apelido que só é necessário explicar para quem não o conhecia há muito tempo. Ele tinha muito cabelo e desde muito cedo ficou com os cabelos brancos, o que deu aos alunos da FEN a oportunidade de criar o apelido que nunca mais o deixou.

 

Solteiro e botafoguense fervoroso, não bebia e nem fumava para manter a saúde já que era diabético. Tinha a felicidade de ainda ter os pais vivos, vivia com eles e sonhava dar a eles a casa própria.

 

Confesso que não o conhecia bem, pelo que falam não tive a sorte de tê-lo como amigo, mas nossos colegas de FEN Alex Goulart e Ítalo tiveram essa oportunidade, e no dia da morte eu estava na sala do Alex no momento em que soube do ocorrido e escutei perplexo o relato de que ele, o Ítalo e o Floriano estavam conversando por volta da hora do almoço por mensagem de texto quando Floriano parou de escrever. Convenhamos, alguém parar de escrever em troca de mensagens é comum, mil e um motivos comuns podem ocorrer e nem Ítalo, nem Alex se preocuparam até serem informados do acontecido. Ninguém entendeu o que acontecia. Um amigo em plena sala de sua própria casa morrer barbaramente por uma bala perdida. Logo foi comentado que se Floriano não tivesse deixado de trabalhar no prédio da Fonseca Teles uma semana antes, ele não estaria em casa e tudo estaria bem. Com certeza ele estaria novamente na FEN em algum contrato de projeto futuro. Pior do que essa sensação de perplexidade que vi na conversa com Alex e outros membros da FEN naquele momento é imaginar a dor de seus pais vivos, ao enterrá-lo aos 49 anos. Como mostra a foto do enterro, feita por Pedro Kirilos para o Globo, na reportagem do primeiro link abaixo.

Seu enterro contou com cerca de 50 pessoas, cuja maioria era de alunos, funcionários e professores da FEN, além de parentes.

 

A foto que consta nesta notícia é reprodução do facebook.

 

Caso existam fotos de Floriano em eventos da FEN, mesmo de confraternização, solicito que as enviem com a descrição, para o email  maperna@eng.uerj.br, para que sejam anexadas a essa notícia.

 

Principais noticias:

 

http://oglobo.globo.com/rio/enterro-de-engenheiro-morto-por-bala-perdida-em-quintino-foi-marcado-pela-indignacao-17127525

http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/engenheiro-morre-dentro-de-casa-vitima-de-bala-perdida-durante-tiroteio-no-rio-06082015

http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2015-08-06/homem-morre-apos-ser-atingido-por-bala-perdida-dentro-da-propria-casa.html

http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-08-06/morador-da-zona-norte-morre-apos-ser-atingido-por-bala-perdida-dentro-de-casa.html

http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-08-06/voltem-senao-vao-morrer-disseram-moradores-a-pms-antes-de-confronto.html

http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-08-07/engenheiro-morto-dentro-de-casa-por-bala-perdida-sera-enterrado-nesta-sexta.html

 

 

Depto(s) ou Orgãos da FEN-UERJ relacionado(s) com esta notícia


secfen - Secretaria Geral FEN

Galeria de imagens

Anexos


Avise Um Amigo
Avise um Amigo


Na sua opinião, qual a relevância desta notícia? (1=Pouco relevante, 5=Muito relevante)

1  2  3  4  5  
Relevância atual: 5.0 (4 votos | ver detalhes)


Comente esta notícia

(Para perguntas, verifique acima a forma de contato na notícia)
Seu nome
Seu E-mail (não será divulgado)
Seu comentário
Código de verificação (Repita a sequência abaixo)

Todos os campos são obrigatórios


Regras para comentários:
  • Comentários anônimos serão excluídos;
  • A postagem de comentários com links externos será excluída;
  • Não publicamos denúncias. Nestes casos, você deve encaminhar aos órgãos cabíveis ou indicados na notícia;
  • Comentários que fujam ao teor da matéria serão excluídos;
  • Ofensas e quaisquer outras formas de difamação não serão publicadas;
  • Os autores da notícia não monitoram os comentários, portanto não há garantias que serão lidos e/ou respondidos. Procure a forma de contato na própria notícia